terça-feira, 22 de maio de 2012

Crianças que sabem o que querem?

Olá gente sei que as vezes ficamos um pouco sumidas do nosso blog é a correria do dia a dia, entrega das produções, novas marcas , novos clientes novas proposta de parcerias incríveis que logo logo contaremos aqui pra vcs. Ok???Mas enquanto esse turbilhão não passa pedi um help pra Jéssica aquela linda que já fez o post dos seguidores pra gente sabe??? E ela mandou pra gente o posta abaixo, espero que curtam como eu curti bjokas Ana

 
Crianças que sabem o que querem?
Hoje em dia, mesmo com toda a modernidade que temos, estando na tão falada era da tecnologia e das novas tendências ainda tem um assunto que divide muito as opiniões, o comportamento infantil.
Será que a criança perde a inocência quando começa a querer ser vaidosa e aí devemos controlar seu comportamento?
Ou devemos deixar a criança se expressar e fazer suas escolhas
Há pessoas que dizem que uma criança quando tem atitude própria como, maquiar-se, usar salto, ou escolher sua própria roupa está perdendo sua parte da infância. Será que devem focar apenas em brincar e estudar. Ou será que o salto e a maquiagem são para elas, parte da brincadeira?
Devemos levar em conta as diferenças, os desejos, reações individuais.
Não é???





Veja essa reportagem de Cláudia Pinho, do R7.

Vaidade infantil pode ser saudável
Maquiagem e acessórios são parte do universo das crianças, mas exagero é perigoso.
As crianças de hoje são mais espertas. Têm mais estímulos, são mais antenadas. Isso é um fato observado por pais, mães, educadores e a sociedade, em geral. Como consequência, elas acabam tornando-se mais precoces em muitos aspectos. As meninas, por exemplo, estão cada vez mais “adultas”, adotando figurinos e comportamentos, até então, típicos de adolescentes.
O mercado voltado para o público infantil já percebeu essa mudança de padrão. Por isso, toda hora há lançamentos de produtos de beleza, como hidratantes, leave-in (creme para os cabelos) e maquiagem, até de serviços como salão de beleza. Segundo especialistas, criança vaidosa é saudável, pois cuida melhor da higiene, dos cabelos e dos dentes. E não há nada de errado em usar, esporadicamente, maquiagem e esmaltes. Faz parte do universo infantil se espelhar nas mães e nas princesas dos contos de fada.
Para a psicóloga Elizabeth Brandão, da PUC-SP, o problema é quando a vaidade extrapola o bom senso.
- A vaidade faz mal quando é excessivamente estimulada pelos pais, quando a criança deixa de brincar para não sujar a roupa ou para não despentear o cabelo.
Mara Pusch, psicóloga e consultora de imagem da Unifesp, concorda com a colega.
- Em muitos casos, as mães exigem que as filhas tenham um comportamento que não condiz com a idade, como criar uma rotina em que elas vão à manicure toda semana.
Essa pressão social pode, em muitos casos, causar uma insatisfação crônica, levando a criança a viver da aparência, de acordo com Mara.
- As meninas recebem muito mais estímulos, há muito mais oferta nessa questão da beleza do que os meninos. A questão é como os pais vão lidar com isso. Ir à manicure de vez em quando, se maquiar, encarar isso como uma brincadeira é normal.
Dia de princesa
De olho nessas “princesas”, a empresária Juliana Monteiro inaugurou em 2003, junto com as irmãs, o Glitz Mania, um salão de beleza especializado em crianças. Com unidades nos shoppings Bourbon e Villa-Lobos, em São Paulo, o Glitz atende também “príncipes” – que saem de lá com os cabelos coloridos e arrepiados com gel.
- Mais do que apenas cortar os cabelos, queríamos proporcionar uma experiência bacana às crianças. A idéia é mostrar para elas que vir ao salão é um programa legal.
O ambiente foi todo pensado para atender aos pequenos, e os funcionários foram treinados para lidar com esse público diferenciado. Afinal, não é em todo lugar que a menina sai com trancinhas, fitas coloridas, fivelas, cabelos cheios de brilho, unhas decoradas com florzinhas e maquiagem suave. Uma verdadeira princesa. As crianças adoram.
É o caso de Yasmim Pereira Nociti, sete anos. Ela é cliente do salão desde o seu primeiro corte, quando recebeu um diploma com uma mecha do cabelinho recém-cortado.
- Eu adoro vir aqui. Toda vez que corto as pontas do cabelo, faço um penteado. E sempre que meu irmão vem cortar o dele, eu aproveito e pinto as unhas.





 Se para algumas mães esse tipo de passeio não é visto com bons olhos, pois acham que criança tem de brincar e não se preocupar com a aparência, para a psicóloga Elizabeth Brandão, da PUC-SP, não há problema algum.
- Se enfeitar em um salão de beleza é uma delícia, muito divertido. O bacana das crianças é que elas podem viver vários papéis. Assim como elas se embonecam em um dia, no outro estão todas desarrumadas. Isso é saudável. O que não pode é esse tipo de passeio tornar-se rotineiro, semanal.
Os pais devem começar a se preocupar quando o desejo de amadurecer antes do tempo torna-se algo fora de controle, até mesmo um sofrimento para os filhos. Aí é hora de trazer a criança à realidade e mostrar que a infância deve ser vivida intensamente, e que tudo tem o seu tempo.


 http://entretenimento.r7.com/moda-e-beleza/noticias/vaidade-infantil-pode-ser-saudavel-20100423.html
E vc o que pensa disso???Deixe seu comentário dando sua opinião sobre esse assunto.

5 comentários:

Caroline disse...

adoreiii!

Mery - Coqueluxos disse...

Concordo muito com o texto, criança deve estar a vontade e tb arrumada qdo quiser... tudo que é excesso é prejudicial... bjokas

Wagner Noya disse...

Sou completamente contra isso que crianças vaidosas perdem a infancia. pois não vejo nada de mal uma criança ser vaidosa. claro se for extremamente dai já e algo a se pensar pois até um adulto e preocupante :-/ amei teu blog super fofo já estou seguindo.. da uma passadinha no meu ?
>> http://estilo4u.blogspot.com.br/
bjus

Estilo Hedónico disse...

fantástico!!!

http://estilohedonico.blogspot.pt/

xoxo

Bruna Araújo disse...

Adorei o blog, muito lindo amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui (:

ontendency.blogspot.com